Organização pessoal

Simule propostas de empréstimo pessoal do tipo CDC e escolha a melhor opção

Você já precisou de um empréstimo pessoal ou tem recebido propostas aparentemente imperdíveis de Crédito Direto ao Consumidor (CDC) do seu banco?

Nas últimas semanas, recebemos pedidos de planilhas para simular condições de empréstimo do tipo CDC, utilizando como referência o custo total da operação, pois algumas instituições financeiras têm gerado muita confusão para os clientes oferecendo taxa de juros de menos de 3% ao passo que seu custo efetivo total passa dos 6%.

Na prática, a taxa efetiva é maior que a taxa de juros informada porque outros encargos, tarifas de administração, opções de seguros, IOF, estão incidindo além dos juros, fazendo com que parte do dinheiro emprestado seja comprometida em outros serviços e também onere a operação.

Em outras palavras, o valor efetivamente creditado  ao consumidor para quitar um dívida ou para adquirir um bem pode ser bem menor do que ele esteja esperando, e, pior, a dívida contraída pode incorporar o financiamento a médio prazo de despesas não voluntárias relativamente altas vinculadas à operação.

Para auxiliar o consumidor na hora de escolher a melhor proposta de empréstimo, o BACEN editou uma resolução que obriga os bancos a determinarem claramente o Custo Efetivo Total (CET) de suas operações de crédito. Trata-se de uma taxa que relaciona o valor que será pago à instituição financeira pelo consumidor e o total efetivamente creditado pelo banco. Quanto maior a parcela de encargos, tarifas e outros serviços embutida no empréstimo, maior o seu custo efetivo.

Você pode consultar mais detalhes sobre como o CET funciona aqui.

A planilha de simulação de empréstimo pessoal tipo CDC permite que você registre até seis propostas de empréstimo pessoal e avalie o CET em cada opção. Ela sinaliza a opção de menor custo e, a partir daí, você poderá se concentrar em considerar outros elementos da proposta, como: se o valor da parcela proposta cabe no seu orçamento, se o valor do bem atualmente se aproxima do total da dívida contraída, se o prazo da dívida a contratar não irá manter indisponível uma parte de suas receitas por muito tempo etc.

Depois, transporte os dados da proposta escolhida para simular o seu empréstimo e acompanhar amortizações e saldo devedor atualizado para até 240 parcelas mensais. Essa visão lhe será bastante útil para o caso de você precisar quitar ou renegociar a dívida, a partir do conhecimento prévio e bem aproximado de seu saldo devedor.

Principais funcionalidades

  • registro de propostas de empréstimo pessoal;
  • indicação de proposta de menor CET;
  • registro de informações da proposta selecionada;
  • análise da taxas de juros e do CET;
  • comparação do custo da dívida e desconto de inflação;
  • acompanhamento de parcelas por data de vencimento, com total amortizado e saldo devedor a valor presente.

Planilha para tomada de decisão com base em requisitos mínimos

Há algumas semanas, havia colocado na cabeça que precisava comprar um câmera digital nova. Comecei a pesquisar algumas informações em sites de fabricantes, blogueiros especializados e no varejo de eletrônicos online. A cada modelo, especificações ora detalhadas demais, ora muito sucintas. Testemunhos positivos, negativos; alguns mais úteis para mim do que outros etc.

Era preciso organizar as informações e estabelecer os meus próprios critérios para não acabar comprando caro demais entusiasmado por características de que, no fundo, não necessito e, também, não gastar um bom dinheiro em opções que, em breve, pudessem frustrar minhas expectativas.

Lembrei de algumas mensagens que recebemos ao longo dos últimos meses, fazendo referência a uma planilha para a tomada de decisão, em geral. Reuni alguns conceitos básicos de análise de requisitos e montei essa versão que segue abaixo disponível para vocês testarem.

Deixei alguns campos já preenchidos com as informações fictícias de câmeras digitais, mas vale destacar que essa planilha pode ser utilizada tanto para comparar produtos de características semelhantes, quanto fornecedores de serviços similares ou, até mesmo, analisar alternativas de solucionar algum problema organizacional.

Tudo o que você precisará fazer é definir quais os critérios que importam para  a sua análise, estabelecer limites inferiores e/ou superiores para cada característica, além do peso que esses requisitos terão sobre a sua decisão final.

Em breve, incluiremos mais dicas de preenchimento. Aproveitem!

Planejamento de carreira e metas pessoais de vida

Assim que publicamos a planilha de acompanhamento de metas pessoais e atividades profissionais, começamos a receber sugestões para montarmos uma outra planilha de planejamento de carreira ou de vida.

Reunimos algumas anotações que fizemos em palestras e juntamos ao conteúdo disponível na própria web para propor uma ferramenta simples e prática para que todo mundo possa praticar como estabelecer as próprias metas e, mais importante, como acompanhá-las e alcançá-las.

Boa parte da ciência por trás dessa planilha está registrada na postagem de acompanhamento de metas pessoais. Estamos elaborando o texto completo para postagem aqui no blog!

Utilizando a planilha

Para você que já baixou a planilha de acompanhamento, vale lembrar que a nova planilha foi concebida para complementar o uso da anterior. Sugerimos que você trabalhe com as duas planilhas, de acordo com a proposta abaixo:

  1. Primeiramente, você deverá analisar a sua vida e definir em que áreas importantes deseja melhorar. É muito provável que você até já saiba o que deve fazer, mas ainda não tenha se dado a oportunidade de refletir adequadamente sobre o tema. Utilize essa planilha de planejamento para começar essa autoavaliação;
  2. Em seguida, para cada área definida, estabeleça uma meta de vida, um horizonte que lhe ajudará a nortear as suas decisões no dia-a-dia. Defina apenas uma meta de longo prazo, uma de médio prazo e uma de curto prazo. Pronto! Durante mais ou menos um ano você não precisará atualizar muito a sua planilha;
  3. Nesse meio tempo, utilize a planilha de acompanhamento (clique para baixar) para criar e acompanhar metas mais curtas (semanais, mensais, trimestrais etc.) de forma que a combinação dessas metas levem você a conquistar sua meta de curto prazo definida no planejamento anterior.

Em breve, publicaremos o passo-a-passo completo para utilização da planilha. Por enquanto, aproveite e baixe a sua versão agora mesmo!

Acompanhamento de metas pessoais e atividades profissionais

Você também já se sentiu meio à deriva no mundo, como se estivesse canalizando energia demais em atividades que simplesmente não atendem às suas expectativas de crescimento pessoal e profissional? Acredite: você não está só.

E esse tema tem preocupado bastante as pessoas porque boa parte de nós está cada vez mais envolvida em tarefas, eventos e responsabilidades que consomem nosso tempo e apenas poucos têm aprendido a administrá-lo de forma eficaz.

Se você pesquisar por aí a respeito de gerenciamento de tempo ou sobre planejamento pessoal certamente encontrará o conceito definição de metas entre os itens recomendados por onde começar a organizar a sua vida. É preciso saber onde queremos chegar com tudo que fazemos para, só então, definirmos por onde começar.

A definição de metas é utilizada por atletas de alto nível, empresários bem-sucedidos e empreendedores em todas as áreas. Definir metas oferece a você visão de longo prazo e motivação de curto prazo. Valoriza a sua aquisição de conhecimento, ajuda a organizar o seu tempo e os seus recursos de forma que você possa extrair o máximo de sua vida. (Personal Goal Setting…, tradução nossa)

Em linhas gerais, o que você precisa fazer é imaginar um cenário ideal daquilo que deseja para a sua vida nos próximos 10, 20, 30 anos e identificar que grandes metas devem ser perseguidas para conquistar esses resultados de longo prazo.

Essas metas maiores devem ser subdivididas em objetivos gradativamente menores (de 5 anos, de 2 anos, de 1 ano, 6 meses etc.) até que você possa saber quais os compromissos que você tem para o dia de hoje que lhe aproximarão um pouquinho mais de sua meta de vida.

A planilha para acompanhamento de metas pessoais e atividades profissionais disponibilizada a seguir lhe ajudará a acompanhar todas essas metas, sejam elas de longo ou curto prazo, e também pode ser utilizada para o acompanhamento de atividades de um projeto pessoal ou profissional de poucas etapas.

Para mais informações sobre planejamento pessoal e de carreira, indicamos as leituras abaixo:

Utilizando a planilha

Comece definindo metas de longo prazo, com um horizonte de uns 10 anos e depois tente imaginar que outras metas de tempo e complexidade menores seriam necessárias para que a meta principal seja atingida (figura 1). É importante que você quantifique os resultados esperados e determine um prazo adequado para poder avaliar futuramente se foram cumpridos ou não.

Defina as suas metas, quantificando os resultados e estabelecendo prazos para conclusão

Passo 1 – Defina as suas metas, quantificando os resultados e estabelecendo prazos para conclusão

Acompanhe a execução das metas (figura 2), atualizando a coluna resultados alcançados:

Acompanhe a execução das metas atualizando as informações dos resultados alcançados

Passo 2 – Acompanhe a execução das metas atualizando as informações dos resultados alcançados

Tão logo você informe a data de início da execução e atualize as quantidades realizadas na coluna correspondente, os gráficos de progresso e de desempenho serão atualizados (figura 3):

Atualize as informações da execução da meta para obter os gráficos de progresso e desempenho

Passo 3 – Atualize as informações da execução da meta para obter os gráficos de progresso e desempenho

Ao concluir ou cancelar uma meta, insira a data correspondente para registro e histórico de sua caminhada.

Observações

A data de conclusão estimada será automaticamente calculada à medida que você inclua novas metas. O seu valor varia de acordo com as seguintes situações:

  • Quando a data de início prevista ainda não tiver sido ultrapassada (hoje <= início) ou nenhuma quantidade realizada tiver sido informada (QTD = 0), ela considerará a data de início prevista e o prazo inicialmente estimado;
  • Quando a data de início prevista tiver sido atingida (hoje > início) e pelo menos alguma quantidade realizada tiver sido informada (QTD > 0), ela considerará a data real de início e o desempenho atual.

O gráfico de progresso apresenta a razão entre a quantidade de trabalho já realizada (resultados alcançados) e a quantidade de trabalho prevista para se atingir a meta.

  • Imagine a meta conhecer 4 novos países em 4 anos. À medida que você for atualizando a quantidade de países visitados, o gráfico indicará o percentual de progresso correspondente.

Para atender à finalidade desta planilha, desempenho pode ser expresso através da razão entre o trabalho a ser realizado (quantificado na meta) e o prazo definido para sua conclusão.

  • O desempenho requerido para a meta ler um livro de 400 páginas (trabalho) em 10 dias (prazo) será de 40 páginas por dia (desempenho), independentemente da data em que a execução iniciar de fato.

O gráfico de desempenho apresenta a razão entre o seu desempenho real (durante a execução da meta) e o desempenho previsto.

  • Voltando ao exemplo da meta ler um livro de 400 páginas em 10 dias, se a barra do gráfico indicar 50%, significa que você só está conseguindo ler 20 páginas por dia (desempenho real = 0,5 do desempenho previsto);
  • Duas informações importantes para o seu planejamento podem ser extraídas desse indicador: que, continuando nesse ritmo, você só conseguirá concluir a meta no dobro do tempo previsto (10 dias / 0,5 = 20 dias); ou que, ao final do prazo inicial (10 dias), você terá lido apenas metade do livro (0,5 x 400 páginas = 200 páginas).