compras

Planilha para tomada de decisão com base em requisitos mínimos

Há algumas semanas, havia colocado na cabeça que precisava comprar um câmera digital nova. Comecei a pesquisar algumas informações em sites de fabricantes, blogueiros especializados e no varejo de eletrônicos online. A cada modelo, especificações ora detalhadas demais, ora muito sucintas. Testemunhos positivos, negativos; alguns mais úteis para mim do que outros etc.

Era preciso organizar as informações e estabelecer os meus próprios critérios para não acabar comprando caro demais entusiasmado por características de que, no fundo, não necessito e, também, não gastar um bom dinheiro em opções que, em breve, pudessem frustrar minhas expectativas.

Lembrei de algumas mensagens que recebemos ao longo dos últimos meses, fazendo referência a uma planilha para a tomada de decisão, em geral. Reuni alguns conceitos básicos de análise de requisitos e montei essa versão que segue abaixo disponível para vocês testarem.

Deixei alguns campos já preenchidos com as informações fictícias de câmeras digitais, mas vale destacar que essa planilha pode ser utilizada tanto para comparar produtos de características semelhantes, quanto fornecedores de serviços similares ou, até mesmo, analisar alternativas de solucionar algum problema organizacional.

Tudo o que você precisará fazer é definir quais os critérios que importam para  a sua análise, estabelecer limites inferiores e/ou superiores para cada característica, além do peso que esses requisitos terão sobre a sua decisão final.

Em breve, incluiremos mais dicas de preenchimento. Aproveitem!

Planilha simplificada para listas de compras: categorias de produtos e gráficos para você se planejar!

Estamos de volta no finalzinho desse mês de maio para atender a vários amigos visitantes com uma nova versão da planilha de lista de compras!

A versão original da planilha foi lançada em 2008 e, de lá para cá, até já publicamos uma planilha de cotação mais elaborada, mas recebemos alguns pedidos de ampliação da quantidade de produtos da versão mais simples.

Por isso, a versão desbloqueada dessa planilha contempla a inclusão de mais de 200 itens, que é para a sua lista não precisar ser dividida em mais de um arquivo.

Algumas aplicações:

  • Organize suas compras de supermercado mensais e acompanhe seus gastos por categorias de produtos;
  • Divida o trabalho de comprar itens de uma lista de suprimentos entre um grupo de amigos ou colaboradores;
  • Faça o orçamento da festinha de aniversário, do chá de fraldas , do churrasco ou do material escolar das crianças;

 

Utilizando a planilha

O preenchimento dessa versão ficou ainda mais simples:

  1. Figura 1 – Painel de categorias de produtos com totais

    Em primeiro lugar, defina as categorias de produtos nas quais pretende agrupar os itens de sua lista.

    Há espaço para até 20 categorias no painel lateral localizado à direita da planilha (figura 1);

     

  2. Figura 2 – Coluna de categorias dos itens da lista

    Sempre que você incluir um produto em sua lista de compras e associar a uma categoria na respectiva coluna à esquerda (figura 2), seu preço total será acrescido no painel da direita e nos gráficos abaixo.

    Caso não deseje associar um determinado produto a qualquer das categorias criadas, seu preço total será acrescentado à linha SEM CATEGORIA do painel direito.

    Todos os itens são totalizados na caixa superior TOTAL DA LISTA;

     

  3. Figura 3 – Primeira página da planilha

    Os totais de cada categoria de produtos definida por você e da linha SEM CATEGORIA serão exibidos nos gráficos automáticos associados abaixo do painel de categorias da primeira página.

    Para facilitar sua impressão, os gráficos e o painel de categorias serão exibidos apenas na primeira página (figura 3), apesar de a lista suportar até 216 produtos por padrão;

    O total da lista é repetido em todas as páginas durante a impressão, para simples referência.

     

  4. Se preferir, você também pode utilizar as categorias para distribuir os itens de sua lista de compras entre seus amigos. Imagine um churrasco ou acampamento da turma.Crie sua lista de itens que não podem faltar, divida o trabalho de compra, imprima a lista e gerencie o que ficou faltando!

Antes de ir às compras: planilha de cotação para listas de produtos

Imagine a seguinte situação.

Você vai ao supermercado para comprar meia dúzia de produtos em promoção, previamente selecionados no folheto do final de semana, mas acaba aproveitando para fazer a feira completa. Ao chegar em casa, você se dá conta de que para cada produto em promoção, você trouxe também outros dois ou três com preço mais alto que as ofertas da concorrência.

Talvez seja a hora de fazer uma lista de cotação.

No mês seguinte, você conversa com amigos e familiares, monta aquela lista só com as melhores ofertas de cada supermercado e mentaliza comprar apenas o que está ali. Ao chegar em casa, percebe que rodar mais de três estabelecimentos no trânsito de sua cidade, pegar várias filas nos caixas e ainda ter que correr para acondicionar os congelados no freezer para não perdê-los também custa caro.

Como reunir, então, as cotações de vários estabelecimentos e planejar suas compras de forma que a relação de total em produtos, custos diversos e vantagens de cada opção de compra seja considerada antes de você passar no caixa?

A planilha de cotação de produtos, que trazemos nesse mês de outubro, pretende lhe auxiliar nessa tarefa.

Algumas aplicações:

    • cotações diversas: listas de compras de supermercado, insumos para pequenas manufaturas, ingredientes para o próximo churrasco da turma etc.;

 

    • comparação de compra de mais de um produto entre lojas que ofereçam diferentes custos (frete, deslocamento) e vantagens (cupons de desconto, frete grátis);

 

  • identificação das categorias de produtos (hortifruti, laticínios, eletrônicos etc.) que são mais em conta em cada estabelecimento;

 

Utilizando a planilha

Ao abrir o arquivo da planilha de cotações você encontrará uma aba chamada CONFIG, seguida das abas A, B, C, D, E, para preenchimento de até cinco cotações em estabelecimentos distintos.

Veja como é simples utilizá-las:

    1. fig.1 – área de definição das opções de compra

      No topo da aba CONFIG você visualizará um menu principal com quatro links: 01 – opções de compra, 02 – categorias de produtos, 03 – lista de produtos para cotação e 04 – gráficos para análise;

 

    1. Preencha as opções de compra (fig.1): NOME DO ESTABELECIMENTO, TOTAL DE CUSTOS DA OPÇÃO e TOTAL DE DESCONTOS. Considere os custos da opção como todas as despesas relacionadas àquela opção de compra: frete, combustível, horas de trabalho perdidas ou estacionamento pago etc.;

 

    1. A última linha dessa tabela (fig.1) é um somatório dos menores preços dentre todas as opções. Mas você deverá lançar na coluna TOTAL DE CUSTOS DA OPÇÃO o quanto gastaria se decidisse ir a cada estabelecimento para comprar apenas os produtos com menor preço. Assim, você terá como comparar se valerá a pena comprar em mais de um estabelecimento ou comprar tudo em uma opção de compra apenas;

 

    1. fig.2 – área de inclusão de categorias de produtos

      O total em produtos será calculado tão logo você preencha os preços da lista de produtos nas abas A, B, C, D e E;

 

    1. Na área de categorias de produtos (fig.2), você poderá definir até 20 categorias para agrupar as mercadorias que está cotando. E para cada categoria criada, você visualizará o total de produtos em cada opção de compra, ou seja, ficará sabendo que categorias de produtos cada estabelecimento vende a preços mais baixos.

 

    1. fig.3 – área de edição da lista de produtos para cotação

      Em seguida, preencha a lista de produtos (fig.3) propriamente dita. Defina a CATEGORIA DO PRODUTO, coloque uma DESCRIÇÃO incluindo a unidade de compra (pc, cx, kg, l, m etc.) e a QUANTIDADE DE ITENS desejada;

 

    1. Cada linha dessa tabela será repetida nas abas A, B, C, D e E, a fim de que sejam preenchidos os preços unitários em cada opção de compra;

 

    1. Note ainda na fig.3 que, para os itens cujos preços em cada opção de compra (abas A, B, C, D e E) já foram preenchidos, são exibidas nas colunas OPÇÃO e CUSTO UNITÁRIO (MENORES PREÇOS) os estabelecimentos que apresentaram o menor preço para cada produto informado;

 

    1. fig.4 – seção de gráficos para análise das cotações

      Após o preenchimento completo das cotações nas abas A, B, C, D e E, conforme cada caso, verifique a área de gráficos para análise (fig.4), que contém os totais gerais de cada opção de compra e o total em produtos por categoria de cada estabelecimento;

 

  1. Essa verificação também pode ser realizada diretamente nas tabelas de opções de compra (fig.1) e categorias de produtos (fig.2), pois as opções com total mais baixo serão destacadas das demais

Calculadora de sonhos: defina suas metas de investimento e conquiste seus objetivos sem se endividar

Talvez o sonho mais audacioso de uma pessoa ao longo de sua vida seja encontrar uma boa casa para comprar. E depois que a gente se casa, parece que esse sonho se torna uma constante preocupação.

Em seu livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, o autor Gustavo Cerbasi apresenta uma nova abordagem em que é possível se planejar para viver bem em um bom imóvel alugado, enquanto poupamos para alcançar nosso primeiro imóvel próprio. Essa visão rompe com os padrões de economias anteriores à nossa, em que era mais seguro financiar um imóvel, mesmo a perder de vista, por conta da instabilidade financeira da época. Hoje, no entanto, seja em relação a imóveis ou bens de consumo, a situação é diferente e demanda de nós um novo olhar.

 

Financiamentos com bancos e parcelamentos no cartão de crédito já foram e continuarão sendo matéria da imprensa. Embalados no conceito Porque a vida é agora, muitos compram movidos pelo impulso o que só deveriam comprar mais tarde ou, pior, não comprariam mais tarde se tivessem um pouquinho mais de tempo para pensar direito.

 

 

Todo mundo sabe que onde há parcelamento, há juros. E eles são bem mais vorazes que os rendimentos das aplicações mais conservadoras.

Ora, se não temos condições, por exemplo, de poupar R$ 40 por mês para trocar de televisor ao final de 10 meses, como podemos considerar pagar a mesma parcela durante 15 meses (sendo os últimos três meses só para pagar juros à loja)?

Se hoje não conseguimos guardar R$ 800 para comprar o primeiro imóvel daqui a 15 anos, como nos endividar com financiamentos por 25 anos, com essas parcelas “decrescentes” mas que serão corrigidas por índices às vezes mais altos que a própria poupança? Ao final da jornada, teremos pago duas ou três vezes o valor original e o imóvel estará com 25 anos de uso.

Se quisermos filosofar um pouco: é melhor aproveitar a brisa modesta de uma aplicação na poupança empurrando nossas aplicações em direção à nossa meta de investimento ou assinar um termo de responsabilidade para embarcar numa barca predestinada aos vendavais dos juros dos parcelamentos?

Caso você ainda tenha optado pela segunda alternativa, confira abaixo mais algumas vantagens em comprar certos produtos mais tarde:

 

  • Pagando à vista, você pode conseguir algum desconto;
  • Os juros do financiamento (no caso de imóveis) ou do parcelamento (para produtos) são evitados. Esse dinheiro pode ser investido em outros sonhos ou em melhorias nos atuais;
  • No caso de bens de consumo: aguardando um pouco mais para comprar, a histeria da nova tecnologia já passou e os produtos estarão mais acessíveis. Quando você conclui o pagamento, o produto está novo em folha para você desfrutar com sua família. A garantia está apenas começando: você não terá dores de cabeça com o produto enquanto ainda estiver quitando a parcela 10 de 24;
  • Compramos muita coisa por impulso. Se você se habituar a poupar para comprar à vista, terá a oportunidade de colocar a cabeça no travesseiro e decidir com calma se irá ou não, de fato, investir todo aquele dinheiro em algo que talvez não seja sua prioridade no momento. Quando compramos por impulso, também esquecemos de checar se o somatório de parcelas pendentes não comprometerá os momentos de lazer de nossa família;
  • Ainda sobre compra por impulso, é preciso lembrar de pesquisar tudo sobre o produto antes de fechar a compra. E poupando para comprar à vista, você terá todo o tempo do investimento para se certificar de que estará adquirindo a melhor alternativa dentro do orçamento destinado a essa compra.

 

De um modo resumido: para comprar à vista, você certamente precisará se planejar, definindo uma meta de investimento, e se disciplinar para que os valores de depósito necessários sejam de fato poupados.

Essa é uma oportunidade excelente para você economizar, priorizar os seus gastos e, com isso, ficar mais alerta sobre em que você tem investido seus preciosos recursos.

A planilha a seguir é para os amigos que estejam tentando se organizar para não se endividar e, quem sabe, ao longo dessa caminhada transferir o dinheiro que escoaria com os juros das lojas e financiadoras para novos projetos pessoais.

Quem já ficou no vermelho por não conseguir se controlar sabe bem: existem coisas que o dinheiro não compra. E a satisfação de conquistar sonhos antes impossíveis, mantendo o orçamento mensal equilibrado, é uma delas. Faça um teste e se surpreenda com os resultados!

Utilizando a planilha

reidasplanilhas-planilha-calculadora-sonhos-metas-investimento

  1. Ao abrir sua planilha, você visualizará na aba PLANEJAMENTO sete perguntas acerca de sua meta de investimento. Elas estão sinalizadas com a numeração Q1 até Q7;
  2. Do lado direito dessa tabela, simulamos o cruzamento de algumas variáveis, como: taxa mensal, depósito necessário e valor final. Você poderá utilizar essas simulações para decidir o quanto investir, por quanto tempo e que taxa de rendimento mensal líquida você está procurando nas aplicações disponíveis em seu banco;
  3. Durante o preenchimento, algumas observações são produzidas abaixo da tabela de perguntas. Elas também podem ser úteis para você interpretar os resultados.
  4. Finalizado o preenchimento da tabela principal, você poderá acompanhar suas aplicações por até 360 meses — trinta anos! Na aba de ACOMPANHAMENTO os valores previstos são lançados automaticamente, assim com os gráficos são montados para cada intervalo de tempo (24, 36, 60, 80 meses etc.).
  5. A única coisa que você precisa fazer nessa aba é digitar para cada mês correspondente qual o saldo existente em sua aplicação.