horas extras

Nova planilha de horas extras e não trabalhadas com gráfico de frequência do funcionário

Essa é a nova versão da planilha Acompanhamento mensal de horas extras – versão 2 e inclui um gráfico de frequência do funcionário.

Como utilizar a planilha

  • 1ª Aba: CONFIGURAÇÕES
    1. Uma das novidades dessa versão foi a individualização dos horários de expedientes por dia da semana e feriados;
    2. Logo no início, observe o campo TOLERÂNCIA MÁXIMA. Ele sinalizará (na cor vermelho) nas colunas de entrada se o funcionário está reincidindo nos atrasos;
    3. Defina o valor do salário do funcionário (se houver gratificações não variáveis, como bônus ou produtividade, não inclua esses valores na conta) e as horas mensais (geralmente 176 horas). Se o funcionário tiver algum extra como insalubridade ou periculosidade, coloque no campo OUTROS ADICIONAIS;
  • 2ª Aba: FREQUÊNCIA
    1. Os dados do funcionário são trazidos para essa página a partir da aba CONFIGURAÇÕES;
    2. Preencha os horários de entrada e saída nos expedientes 1 e 2. O formato de entrada dos horários é sem pontuação: 1800 para 18:00, 1530 para 15:30. A conversão é automática. E isso facilita a entrada de dados por um digitador experiente, pois ele não irá parar para incluir “:” entre cada par de algarismos;
    3. Se tiver marcado com “Sim” o campo REMUNERAR CHEGADA ANTERIOR AO EXPEDIENTE, os funcionários que entram mais cedo poderão sair mais cedo ou computar horas extras. Caso tenha marcado com “Não”, mesmo que tenham chegado 07:30 as horas só computarão por expediente a partir do horário padrão da aba CONFIGURAÇÕES;
    4. Horas extras só começam a computar caso o funcionário tenha cumprido com as horas regulares no mesmo dia;
    5. Ao lado do dia do mês e dia da semana há uma coluna (EVENTO) para você lançar se naquele dia ocorreu FALTA (total ou parcial), FERIADO ou FOLGA do funcionário;
    6. Na coluna JORNADA ESPECIAL, lance os horários que são passíveis de adicional noturno. Ou seja, se você precisar lançar um período entre 22h e 06h da manhã, coloque nessa área.
  • 3ª Aba: GRÁFICO
    Uma outra novidade nessa versão é que você terá um gráfico de frequência regular, no qual será possível identificar aqueles funcionários que reiteradamente chegam mais tarde ou mais saem mais cedo e diferenciá-los daqueles que apenas exporadicamente o fazem.

Nova versão da planilha de horas extras e não trabalhadas!

Nos últimos 12 meses, observamos que a planilha de acompanhamento de horas extras e não trabalhadas, publicada a pedidos desde fevereiro do ano passado, tem sido um dos destaques aqui em nosso acervo.
Neste mês de aniversário, decidimos publicar a versão 2.0 dessa planilha, que inclui: opção de lançamento de jornadas especiais além das horas extras e um cálculo de horários médios de entrada e saída por colaborador.
Com a inclusão da jornada especial na planilha, aqueles profissionais que eventualmente precisem retornar ao trabalho para realizar plantões de madrugada poderão lançar essas horas separadamente do horário de expediente normal.
Vamos seguir para as novidades no preenchimento, então.

 

Utilizando a planilha

Horas extras e não trabalhadas: configurações
Assim como na versão 1.0 da planilha de horas extras, o preenchimento continua muito simples:

  1. Existe uma área de configuração (colunas A-E) dos seguintes parâmetros da planilha (acompanhe na imagem ao lado): nome e matrícula do funcionário, período de referência, valor da hora normal, adicionais especiais, horários de entrada e saída do primeiro e segundo expedientes, percentual acrescido por horas extras e jornada especial. Esta área não será impressa.
  2. Horas extras e não trabalhadas: jornada especialNa área de lançamentos, indicada na planilha como área imprimível, além dos campos de inclusão de datas, tipos de carga horária (dia útil, sábado, feriado), horários de entrada e saída para cada expediente e os cálculos de horas extras, na versão 2.0 é possível lançar horários de jornada especial em uma coluna dedicada.
  3. Horas extras e não trabalhadas: horários médios de entrada e saídaApós a configuração inicial, você poderá lançar até 40 registros de dias e horários por planilha, quantidade suficiente para alimentar uma planilha por mês ou contabilizar até 40 cargas horárias de dias de meses distintos em que houve sobretrabalho.
  4. É possível visualizar o total de horas extras e da jornada especial com os respectivos valores em Reais (R$), com todos os acréscimos predefinidos, assim como o somatório de todas as horas extras lançadas.
  5. É importante notar que, ao inserir uma data, a planilha sugere o tipo de carga horária (H1 – Dia Útil, H2 – Sábado, H3 – Domingos e Feriados). Esse tipo de carga horária, no entanto, pode ser alterado manualmente, caso coincida com um feriado (selecione a célula correspondente na coluna L para visualizar a caixa de seleção).

Atendendo a pedidos: Planilha de acompanhamento de horas extras

A planilha a seguir está inaugurando nosso atendimento a pedidos de planilhas.

Quem enviou o pedido foi o nosso amigo Washington Assis. Ele estava precisando fazer o levantamento de horas extras em sua empresa e enviou as seguintes especificações:

  • inclusão de horas de entradas e saídas;
  • cálculo de horas extras, com acréscimo de 50% para dias normais e 100% nos domingos e feriados;
  • ele previu ainda campo para compensação de periculosidade e opção de definição do valor da hora de trabalho.

Vamos então prosseguir para os comentários sobre o preenchimento.

Utilizando a planilha

reidasplanilhas-acompanhamento-mensal-horas-extras

  1. A planilha foi dividida em duas áreas.

    A primeira
    , localizada no topo esquerdo da página, possui as definições do funcionário, das regras para horários de expediente, e opções de valores para cada caso. Todos os campos destacados na cor amarelo são editáveis. Esta área não será impressa.

    Na área principal
    , que corresponde à região imprimível, estão os campos de inclusão de datas, tipos de carga horária (dia útil, sábado, feriado), horários de entrada e saída para cada expediente e os cálculos de horas trabalhadas, horas não trabalhadas e horas extras;
  2. Após o preenchimento dos dados do colaborador (região 1), o usuário poderá lançar até 40 registros de dias e horários (região 2). Assim, você poderá optar por gerar uma planilha para cada mês (30 registros), ou contabilizar até 40 cargas horárias de dias de meses distintos em que houve sobretrabalho.
  3. É possível visualizar o total de horas extras e o respectivo valor em Reais (R$), com todos os acréscimos predefinidos, para cada jornada de trabalho, assim como o somatório de todas as horas extras lançadas, descontadas as horas devidas.
  4. É importante notar que, ao inserir uma data, a planilha sugere o tipo de carga horária (H1 – Dia Útil, H2 – Sábado, H3 – Domingos e Feriados). Esse tipo de carga horária, no entanto, pode ser alterado manualmente — selecione a célula para visualizar a caixa de seleção — caso coincida com um feriado.